top of page
  • Foto do escritorAdmin

Como médicos devem utilizar as redes sociais


Como médicos devem utilizar as redes sociais

As redes sociais são um fenômeno mundial, e no Brasil a adesão das pessoas ás redes foi massiva.


Dados do IBGE demonstram que ao menos 155 milhões de brasileiros tem acesso à internet.


As próprias redes sociais colocam o Brasil entre os 5 países com maior número de assinantes e com maior tempo médio de navegação diária.


Olhando esse cenário, os profissionais de medicina perceberam que não poderiam ficar parados sem utilizar o poder dessas ferramentas para divulgar seus consultórios.


Pois bem, durante nossos mais de 20 anos de consultoria para médicos, percebemos que a opinião dos médicos sobre uso das redes sociais se dividem em dois grandes grupos:


01 - Médicos que abraçaram a internet como um meio de comunicação com os seus pacientes.

02 - Médicos que não desejam ou sentem-se constrangidos com a exposição da sua imagem e do seu trabalho nas redes sociais.


Como veremos mais a seguir, não existe uma respsta única sobre se o profissional de medicina deve ou não utilizar as redes sociais.


Será que um ciurgião de cabeça teria tanto a ganhar com a sua exposição nas redes sociais quanto uma dermatologista que trabalha com procedimentos estéticos?


Então, nossa sugestão: Antes de começar a utilizar as redes sociais tente responder as três perguntas abaixo?


  • Qual o meu objetivo ao utilizar as redes sociais?

  • O que o meu público-alvo (pacientes) gostaria de ver sobre o meu trabalho?

  • Quais as redes sociais são mais adequadas ao meu tipo de trabalho?


Responder as perguntas acima pode ser um bom ponto de partida para determinar se faz sentido ou não utilizar as redes sociais para divulgar o seu trabalho como médico na internet.


 

Como médicos devem utilizar as redes sociais?


Basta navegar no Instagram e no Facebook para ver alguns tipos de postagens e comportamentos de profissionais de medicina que não condizem com a postura esperada de um profissional de saúde.


É claro que por trás de um médico, existe um ser humano como todas as outras pessoas, com suas paixões, hobbies e problemas.


Mas, quando se trata de expor a sua prática médica, você deveria separar o seu perfil profissional do pessoal.


Existem agências e consultores de marketing médico que dizem que as pessoas gostam de ver a vida e a rotina do médico.


Isso não deixa de ser verdade, mas essa não é a questão. Voltando as 3 perguntas mais acima, qual o seu propósito, ou qual o motivo que te fez utilizar as redes sociais?


Pense nas consequências de exposição da sua vida pessoal e o quanto isso pode contribuir de fato para a melhora dos resultados da sua clínica ou consultório. A partir dai tome sua decisão.


Abaixo, vamos listar 3 comportamentos que nós aqui da Senior Consulting acreditamos que não deveriam ser praticados pelos médicos que visam utilizar as redes sociais de forma séria e conforme as regras do CRM. Confira!


01 - Médico não deveria fazer "dançinha" no Tik Tok


Se você utiliza o Tik Tok como ferramenta de marketing médico, desculpe, mas você não é um profissional sério. Sabemos que muitos leitores vão sair deste texto agora....


Bom, se você continua aqui, parabéns! Você também compartilha a opinião de que o Tik Tok é uma ferramenta de publicidade voltada para um tipo de divulgação de produtos e serviços que não se encaixa no perfil da medicina.


Profissionais de medicina deveriam abordar outras estratégias e não se expor ao rídiculo de fazer aquelas danças da moda tentando encaixar algum tipo de conteúdo que valha a pena no meio. Não. Não faça isso!


02 - Lifestyle Marketing Médico


Com a ascensão do consumismo, da ostentação e da inversão total de valores que a sociedade de consumo assumiu, muitos médicos começaram a utilizar a internet inaugurando um novo estilo de marketing, o chamado Lifestyle Marketing.


Que legal que você tem uma BMW de último modelo e uma casa sensacional na praia, mas não, isso não quer dizer que você é um bom profissional de saúde. Apenas, demonstra que (talvez) você tenha dinheiro.


O Lifestyle marketing ganhou popularidade porque, de fato, 90¨% das pessoas tem uma visão superficial da vida, uma visão de consumo, de estética e de beleza que são muito discutíveis.


Então, sim, quando um médico posta uma foto curtindo a vida no seu iate particular no final de semana vai receber milhares de likes, comentários, views, etc.


Mas, a pergunta aqui é? O quanto isso aumenta a sua reputação como um bom profissional? O que isso demonstra para o seu público, além da necessidade extrema de aparentar ser bem sucedido?


Que venham os psicológos explicar tal fenômeno, mas sinceramente, isso não é marketing, é pobreza de espírito.


03 - Autopromoção exagerada do médico


É muito bom que você demonstre aos seus pacientes através das redes sociais que está sempre buscando atualizações.


Postar participações em congressos e eventos da sua área de formação é uma ótima maneira de demonstrar que você é um profissional que não está parado no tempo.


Mas, buscar a autopromoção exagerada, seja via depoimentos inflamados e apaixonados de pacientes que consideram "Deus no céu e o Dr(a). na terra" nos parece um tanto quanto inadequado.


Veja, você tem todo o direto de divulgar seu trabalho, suas conquistas e dar publicidade ao trabalho de qualidade de realizar. Aliás, esse é seu dever.


Porém, ao lidar com as redes sociais, muito cuidado! É fundamental que você busque uma agência de marketing médico séria e que trabalhe com o mercado de saúde há muito tempo.


Nem todo médico deveria usar as redes sociais para se promover, e boa parte dos que utilizam, o fazem de forma errada.


Quer saber como a Senior Consulting pode ajudar você profissional de medicina a utilizar a internet, e em especial, as redes sociais para atrair mais pacientes e aumentar sua reputação? Fale com um consultor!



Senior Consulting

Gestão e marketing médico

+55 11 3254 7451

atendimento@seniorconsulting.com.br

bottom of page